Cerca de oito horas de filmes iluminaram a tela do Espaço Cultural Escola Sesc em junho. Nos dias 11, 12, 18, 19 e 26, foram exibidos 17 longas e curtas-metragens, documentais e de ficção, de novos e consagrados cineastas nascidos ou atuantes no estado fluminense – foi a 2ª edição da Mostra Sesc de Cinema – etapa Rio de Janeiro.

Os filmes apresentados foram selecionados, entre os 139 inscritos apenas no estado, por uma comissão julgadora formada por Carlos Helí de Almeida, jornalista e crítico de cinema; Marco Aurélio Lopes Fialho, analista de Cinema do Departamento Nacional do Sesc; e os integrantes da Coordenação Geral de Cultura da Escola Sesc Fabiano Gonçalves e Wagner Bettero Barros, também coordenador da etapa.

Considerando atributos diretamente relacionados à linguagem cinematográfica, dois longas-metragens e quatro curtas-metragens fluminenses foram indicados pela comissão para concorrer, com outros filmes da Região Sudeste, a vagas na etapa nacional da Mostra Sesc de Cinema.

Os dois longas indicados foram Dedo na Ferida, dirigido por Silvio Tendler; e Delicadeza é Azul, dirigido por Yasmin Garcez. Já os curtas-metragens foram Boca de Fogo, de Luciano Pérez Fernández; Cabelo Bom, de Swahili Vidal e Claudia Alves; O Vestido de Myriam, de Lucas H. Rossi; e Yeda Brown – Efeito Borboleta, de Pedro Murad.

O anúncio foi feito em cerimônia realizada na noite de 26 de junho, no Teatro da Escola Sesc. Além da indicação, os seis filmes foram premiados com licenciamento para exibição em unidades do Sesc e instituições culturais e educativas parceiras, em todo o estado do Rio de Janeiro.

Cineastas no palco do Espaço Cultural Escola Sesc


Destaques

A Mostra Sesc de Cinema também deu destaque a profissionais que realizam trabalhos de excelência em suas categorias. Os indicados foram Nicolau Domingues (melhor desenho de som no curta Boca de Fogo), Swahili Vidal (melhor roteiro no curta Cabelo Bom), Karyme França (melhor montagem no curta Yeda Brown – Efeito Borboleta), Junior Paixão (melhor direção de arte no curta O Vestido de Myriam), Anderson Capuano (melhor direção de fotografia no curta Boca de Fogo), Lucas H. Rossi (melhor direção de elenco em O Vestido de Myriam) e Silvio Tendler (melhor direção pelo longa Dedo na Ferida). Thiago Kistenmacker, diretor do curta-metragem Ontem, ganhou menção honrosa.

O anúncio dos destaques


Cineastas e público

Após as sessões, realizadores e público eram convidados a participar de um bate-papo para a troca de ideias. Além de membros da comunidade da Escola Sesc (estudantes, docentes e funcionários), os debates contaram também com a participação de alunos e professores de escolas da rede pública situadas no entorno da Escola Sesc.

“Participei do debate mais incrível de toda minha vida e venho agradecer a vocês do Sesc por me proporcionar isso. Avante e vida longa à Mostra Sesc de Cinema!”, comemorou Lucas Rossi, diretor de O Vestido de Myriam.

Aproximar cineastas e plateia, bem como promover a difusão da produção cinematográfica brasileira – especialmente aquela que não chega ao circuito comercial de exibição – são alguns dos objetivos da Mostra Sesc de Cinema, iniciativa promovida pelo Departamento Nacional do Sesc que abrange todo o Brasil. “O investimento que o Sesc faz em cultura é uma das coisas mais especiais que temos”, disse a atriz e cineasta Yasmin Garcez.

 

Público presente

%d blogueiros gostam disto: